Calendário PIS 2017 – Para o trabalhador de baixa renda da iniciativa privada brasileira, o PIS é um dos benefícios mais importantes para fechar as contas, pois funciona como um décimo quarto salário para o trabalhador da iniciativa privada, com valor que pode chegar a até 1 salário mínimo, dependendo do tempo de carteira assinada do trabalhador. O benefício é pago de acordo com uma rigorosa tabela de pagamentos, e esse ano, o calendário PIS 2017 sofreu alguns ajustes para melhor servir ao trabalhador.


Calendário PIS 2017

Calendário PIS 2017 – Confira as datas de pagamento da Tabela PIS 2017

Assim, vamos falar um pouco nesse texto sobre o Calendário PIS 2017, para que vocês saibam um pouco mais sobre essa importante fonte de renda para o trabalhador.

Calendário PIS 2017

Anualmente, o pagamento do abono salarial é divulgado pela Caixa Econômica Federal, através do calendário PIS 2017, que estabelece as datas de pagamento desse importante benefício. Confira abaixo o calendário completo:

Tabela PIS 2017

Tabela PIS 2017 – Calendário PIS de pagamentos Caixa 2017

Para que nasceu entre Julho e Dezembro, basta lembrar que o pagamento será lançado no mês de seu aniversário, porém para quem nasceu entre janeiro e junho, o calendário do PIS 2017 será pago apenas nos 3 primeiros meses de 2018. Outros benefícios do governo são pagos em tabelas diferentes. O calendário do bolsa família 2017, por exemplo, tem pagamentos mensais para todos os beneficiados.

Pagamento do PIS 2017 a partir de julho

Desde 2015, o valor do abono salarial 2017 passou a ser pago entre Julho e Março do ano seguinte, podendo ser sacados até a data limite de 30 de junho de 2018 – se o saque não for efetuado até a data limite, o assalariado perde o direito de receber a parcela do abono salarial Caixa.

Os pagamentos liberados entre Julho e Dezembro de 2017 serão calculados com base no valor do piso salarial de 2017, já os pagamentos liberados entre Janeiro e Março de 2018, serão pagos de acordo com o valor do Piso Salaria de 2018, cujo valor ainda não foi definido pelo Ministério do Trabalho (MTPS). Dessa maneira o PIS só terminará de ser pago em 2018, já que o calendário é elaborado de acordo com o mês de nascimento de cada servidor.

Ou seja, quem nasceu julho, receberá primeiro o seu benefício, já que nasceu em junho, vai receber o pagamento do PIS 2017 apenas em 2018, devido a esse atraso e a falta de orçamento do Governo Federal para pagamento dos benefícios sociais.

Quem tem direito ao PIS 2017

Lembrando que podem receber o PIS, os trabalhadores que se enquadrarem em todos os seguintes requisitos:

  • Quem teve carteira assinada, em 2016, por pelo menos 30 dias;
  • Quem tiver sido cadastrado no PIS há pelo menos 5 anos.
  • Quem teve remuneração mensal de até dois salários mínimos;
  • Se a empresa tiver feito o cadastro dos funcionários corretamente, entregando o RAIS ao Ministério do Trabalho.

Valor do PIS 2017

O valor do benefício é estipulado com base no valor do salário mínimo vigente na data de liberação do abono salarial. Portanto, quem tiver o benefício liberado em 2017, vai receber com o valor calculado com base no piso salarial de 2017, e quem teve o abono liberado em 2018, vai ter o valor calculado com base no mínimo de 2018.

O cálculo funciona da seguinte forma: a cada mês trabalhado com carteira assinada em 2016 dá direito a 1/12 do valor do PIS integra. Assim, somente terá direito ao valor integral do benefício que tiver trabalhado com a carteira assinada durante todo o ano de 2017. Essa mudança passou a valer a partir da aprovação da Lei 13.134 de 2015, que foi promulgada justamente para evitar as fraudes no pagamento do abono salarial.

Confira abaixo o valor do abono calculado pelo valor do piso salarial de 2017, de acordo com o tempo de serviço do trabalhador:

Meses com carteira assinada (dias) Valor do PIS
1 (30 a 44 dias) R$79,00
2 (45 a 74 dias) R$157,00
3 (75 a 104 dias) R$235,00
4 (105 a 134 dias) R$313,00
5 (135 a 164 dias) R$391,00
6 (165 a 194 dias) R$469,00
7 (195 a 224 dias) R$547,00
8 (225 a 254 dias) R$625,00
9 (255 a 284 dias) R$703,00
10 (285 a 314 dias) R$781,00
11 (315 a 344 dias) R$859,00
12 (345 a 365 dias) R$937,00

Como sacar o PIS 2017

Lembrando que existem três formas de resgatar o valor desse benefício:

  1. Através do crédito em conta Caixa – O trabalhador que tiver conta corrente ou poupança na Caixa, poderá receber o valor do abono salarial diretamente na conta;
  2. Saque no autoatendimento – Também é possível sacar o benefício em espécie no caixa eletrônico, desde que o trabalhador tenha em mãos seu cartão cidadão e a senha cadastrada;
  3. Através do atendimento Caixa – Você também pode solicitar o saque do benefício no atendimento da Caixa, em lotéricas e postos Caixa Aqui, desde que tenha em mãos seu Cartão Cidadão, a senha do cartão e um documento de identidade com foto.

Atenção: As datas do liberação do abono salarial para quem tem conta na Caixa são diferentes das datas de liberação para saque, sendo creditadas em contas geralmente até 2 dias antes.

Lembrando ainda que o PIS 2017 teve um aumento de acordo com o salário mínimo e hoje esse benefício dá direito a R$ 937,00, pago nas datas do calendário PIS 2017.

Cotas do PIS

Quotas do PIS

Quotas do PIS

As cotas do PIS são os depósitos feitos para o trabalhador que teve a carteira assinada entre 1971 e 4 de outubro de 1988. Até 1988, as parcelas do abono salarial eram cumulativas, ou seja, eram depositadas em uma conta do trabalhador, que poderia sacar os rendimentos da conta pelo calendário PIS, ou sacar todo o montante assim que se aposentasse ou completasse 70 anos de idade – nesse caso, similar ao fundo de garantia.

A partir de 1988, o PIS passou a ser de pagamento anual e que não sacar a parcela dentro do calendário de pagamentos do PIS perde o direito de sacar a parcela perdida do benefício.

Quem ainda tem as quotas do PIS depositadas no banco, pode sacar os rendimentos do fundo do PIS pelo calendário do PIS, ou se já for aposentado ou tiver completado 70 anos de idade, poderá sacar o valor integral das cotas. Se o valor das quotas do abono salarial não forem sacados dentro do prazo de calendário, os rendimentos são incorporados ao saldo do fundo de garantia.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (43 votes, average: 4,79 out of 5)
Loading...